meio ambiente

SERÁ O FIM DA PICADA?

Publicado em: 23/10/2020

Logo Greenpeace

 

OS AGROTÓXICOS ESTÃO EXTERMINANDO AS ABELHAS

Abelhas

O ano de 2019 foi venenoso: 503 novos agrotóxicos foram liberados, um verdadeiro recorde do mal! Isso significa problemas na nossa saúde e na das abelhas!

Por falar em abelhas, você sabia que, entre dezembro de 2018 e março de 2019, mais de meio bilhão de abelhas foram encontradas mortas em diversas regiões do país? Isso acontece porque o Brasil é um dos países que mais utilizam veneno no mundo!

Essa farra do veneno não pode continuar. São muitas medidas sendo tomadas para favorecer esse caminho que, certamente, nos levará a um futuro perverso. Precisamos somar nossas vozes contra as decisões do poder público que tornam esse cenário cada vez mais assustador, e defender soluções que possam virar o jogo. A Política Nacional de Redução de Agrotóxicos (PNARA), em discussão no Congresso Nacional, é uma bússola que tornaria possível uma transição do modelo agrícola atual para uma agricultura sustentável, garantindo a saúde e a segurança alimentar de todos nós.

O que as abelhas têm a ver com a gente?

AS ABELHAS SÓ FUNDAMENTAIS À VIDA!

Elas oferecem uma enorme contribuição para o meio ambiente e para os seres humanos: são as rainhas da polinização, processo que garante

a reprodução das plantas, e nossas alIadas na produção de alimentos.

Você sabia que 73% de todas as espécies vegetais do planeta dependem da polinização por abelhas?

No Brasil, mais da metade das 141 especies de plantas cultivadas precisa da polinização que é feita, principalmente, por esses insetos tão especiais!

Provavelmente você já viu abelhas de diferentes cores e tamanhos fazendo zum-zum por ai. No Brasil, há aproximadamente 1.600 ESPÉCIES, entre elas a uruçu-amarela (Melipona rufiventris)

e a abelha-europeia (Apis mellifera). Na próxima vez em que você comer sua salada de frutas, agradeça às nossas rainhas. Mas… As abelhas estão desaparecendo do planeta!

Algumas espécies estão sob risco de extinção global.

REINADO SOR AMEAÇA

Mais de melo bilhão de abelhas criadas por apicultores foram encontradas mortas no Brasil entre dezembro/2018 e março/2019. Se pudéssemos contabilizar a perda de abelhas silvestres, esse número seria ainda maior!
A situação é tão grave que a Organização das Nações Unidas (ONU) já alertou para os riscos de escassez de alimentos por conta da mortalidade em massa de insetos polinizadores.

OS VILÕES

O uso massivo de agrotóxico é uma das principais causas de mortalidade de abelhas no planeta e o brasil um dos paises que mais utilizam veneno no mundo!

Só em 2019, o governo já liberou 503 novos agrotóxicos, um recorde. Dessas substâncias, 41% são altamente ou extremamente tóxicas.

Venenos que matam

Ente os agrotóxicos liberados em 2019 no Brasi, há produtos contendo glifosato, neonicotinóides e fipronil, todos muito nocivos para as abelhas.

Glifosato: O agrotóxico mais usado no mundo não poupa nem as abelhas. Ele altera a sua sensibilidade por açúcar e a habilidade de navegação, atrapalhando-as na busca por alimentos e no retorno à colônia.

Neonicotinóides: Causam dependência nas nossas aliadas, em processo semelhante ao vício por nicotina no cigarro, levando-as à morte. Um estudo mostrou que 75% de amostras de mel de diferentes regiões do mundo estavam contaminadas com esse tipo de agrotóxico.

Fipronil: Banido na Europa desde 2013, tem alta toxicidade e letalidade para as abelhas e provoca danos à sua aprendizagem e memorização – as bichinhas ficam perdidas, que dó! Foi indicado como a principal causa de morte de abelhas no Rio Grande do Sul em 2018.

SOLUÇÃO DOCE FEITO MEL
SEM AS ABELHAS, ESTAMOS FRITOS!!

Pelas abelhas e pela nossa saúde e a do planeta, precisamos mudar urgentemente a forma como produzimos alimentos e outras plantas.

E possível e necessário reduzir o uso de agrotóxicos no Brasil de forma gradual, não precisamos deles em nossa agricultura!

A solução para acabarmos com esse monte de veneno é a AGROECOLOGIA, que respeita os processos naturais de um ecossistema, evitando impactos no meio ambiente e na nossa saúde. Picada de abelha dói, proteger a natureza não!

#SALVEASABELHAS #CHEGADEACROTÓXICOS

 

Comentários

Powered by Facebook Comments