pet

Seu animal de estimação melhora sua saúde e bem-estar de seis formas

Publicado em: 28/02/2020

Honor Whiteman – Medical News Today – Inglaterra

 

Ao chegar em casa depois de um longo e estressante dia no trabalho, você é recebido na porta por um amigo de quatro patas muito feliz. É pouco provável que não surja um sorriso em seu rosto. Ser dono de animais de estimação é com certeza um dos melhores prazeres na vida, uma vez que eles fornecem muitas risadinhas e companhia. Mas os benefícios não terminam aí; seu animalzinho pode estar fazendo maravilhas para sua saúde e bem-estar.

Os animais de estimação podem oferecer muitos benefícios para a saúde o bem-estar

 

Os Estados Unidos é uma nação de amantes dos animais; mais de 65% das famílias são donas de animais, sendo que cachorros e gatos são as escolhas mais populares.
Não é surpresa que muitos de nós tenhamos animais de estimação em nossas vidas; eles não são somente companhias fantásticas, mas também podem nos ensinar sobre compaixão e oferecer amor incondicional.
Como dito uma vez pelo escrito britânico George Eliot, “Os animais são amigos tão agradáveis – eles não perguntam; eles não fazem críticas.”.
Além do charme indiscutível dos animais de estimação, há muitos benefícios que eles oferecem para a saúde e o bem-estar humano. Nós demos uma conferida em quais são eles.

 

1. Risco menor de alergias

Cerca de 50 milhões de pessoas nos Estados Unidos têm alergias nasais e o pelo dos animais de estimação é um dos gatilhos mais comuns.
Com isso em mente, pode parecer surpreendente que os animais possam, na verdade, diminuir o risco de desenvolver alergias.
Um estudo publicado na revista Medical News Today em 2015 associou a companhia de cães e animais de fazenda no começo da vida a um menor risco de desenvolver asma na idade escolar.
Uma pesquisa mais recente publicada na revista Microbiome descobriu que crianças que foram expostas a animais domésticos antes do nascimento e até 3 meses depois, experimentaram alterações nas bactérias intestinais associadas a alergias infantis.
Tais pesquisas sustentam a “hipótese da higiene” – ou seja, a teoria de que uma maior exposição a patógenos e alérgenos em potencial nos primeiros anos de vida, pode fortalecer o sistema imunológico, o que pode aumentar a tolerância a alergias mais tarde na vida.

 

2. Ansiedade e estresse reduzidos

É garantido que o suave som de um gato ronronando ou a sensação do “melhor amigo do homem” deitado próximo aos seus pés, ajuda na sensação de estar à vontade, então não é surpresa que animais de estimação podem ajudar a aliviar o estresse e a ansiedade
Um estudo conduzido pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças em 2015 constatou que crianças com cachorros de estimação em suas casas tinham uma probabilidade significativamente menor de apresentarem resultado positivo em um teste para ansiedade.
Outro estudo publicado em maio de 2017 descobriu que crianças com cachorros em casa tinham níveis mais baixos de cortisol, o “hormônio do estresse”, quando interagiam com seus amigos de quatro patas, em comparação com crianças que não se envolveram ativamente com seus cachorros.
“Crianças que constantemente interagiam com seus cachorros os acariciando tinham níveis menores de cortisol em comparação com crianças que se envolviam menos com seus cães”, explicou a líder da pesquisa Darlene Kertes, do College of Liberal Arts and Sciences da Universidade da Flórida em Gainesville. “Quando os cães ficavam por perto ou se aproximavam por conta própria das crianças, entretanto, o cortisol nelas tendia a ser maior.”.
Mas os efeitos dos animais de estimação, como o alívio do estresse, não se limitam aos companheiros caninhos. Uma pesquisa publicada em 2014 descobriu que andar e cuidar de cavalos ajudou a reduzir os níveis de cortisol e aliviar o estresse em adolescentes.

 

Estudos mostraram que animais de estimação podem ajudar a diminuir a ansiedade e o estresse.

 

3. Coração mais saudável

Doenças cardíacas são responsáveis por 610 mil mortes nos Estados Unidos todos os anos, sendo a principal causa de mortes no país.
Muitos de nós sabemos que boas escolhas para o estilo de vida, como dieta saudável e exercício físico regular, são fundamentais para reduzir os fatores de risco para doenças cardíacas. Mas você sabia que seu animal de estimação também pode proteger a saúde de seu coração?
Em uma declaração a American Heart Association concluiu que ter um animal de estimação – principalmente um cão – pode reduzir o risco de doença cardiovascular.
De acordo com o coautor do estudo Glenn Levine, do Baylor College of Medicine em Houston, no Texas, essa descoberta pode ser parcialmente explicada pelo aumento de atividades físicas; os estudos sugerem que os donos de cachorros têm 54% mais chances de realizar atividades físicas, do que a população em geral.
A declaração também cita evidências de que os donos de animais de estimação tendem a ter pressão arterial menor, níveis de colesterol mais baixos e têm menos chances de se tornarem obesos, o que pode favorecer a saúde de seus corações.

 

4. Relações mais fortes e habilidades sociais

A maior parte dos donos de animais de estimação tem um laço especial com seus amigos peludos – de fato, as estatísticas mostram que mais de 66% dos donos de cães e 56% dos donos de gatos consideram que seus animais são membros da família.
Mas de acordo com estudos recentes, esse laço entre dono e animal também pode ter uma influência benéfica em outras relações.
Uma pesquisa publicada em 2016 constatou que pessoas com animais de estimação relataram terem relações amorosas mais fortes do que aqueles que não têm animais; os donos de animais relataram, no geral, uma melhor qualidade em suas relações.
Cuidar de um animal de estimação também pode melhorar suas habilidades sociais. Um estudo de 2014 da revista Applied Developmental Science descobriu que aqueles que relataram que cuidam de animais tinham maior envolvimento com a comunidade e eram mais propensos a assumirem posições de liderança.
Além disso, o estudo identificou que os adultos que relataram maior apego aos animais durante a adolescência demonstraram maior empatia e confiança na idade adulta.
A pesquisa sugere que, para crianças com autismo, as quais muitas vezes lidam com problemas em suas relações sociais, um animal doméstico pode ser benéfico. Um estudo realizado por pesquisadores da Universidade do Missouri em Columbia, publicado em 2015, identificou que crianças com autismo mostravam maior assertividade se vivessem com um cachorro.
“Mais importante, o estudo revelou que crianças com qualquer tipo de animal de estimação em casa, mostram-se mais propensas a desenvolverem comportamentos como se apresentar sozinhas, pedir informações, ou responder às questões de outras pessoas”, explica a coautora do estudo Gretchen Carlisle.
“Esses tipos de habilidades sociais geralmente são difíceis para crianças com autismo, mas este estudo mostrou que a assertividade das crianças era maior se elas vivessem com um animal de estimação”.

The mother,children and dog sitting on the grass

 

5. Melhora na saúde mental

Estima-se que doenças mentais afetem cerca de 1 a cada 5 adultos nos Estados Unidos em um ano, sendo a depressão, o transtorne de bipolaridade e a esquizofrenia as mais comuns.
Ainda que ter um animal de estimação não cure essas doenças, estudos sugerem que certamente pode ajudar.
Uma pesquisa publicada pelo MNT em 2016 constatou que 60% dos donos de animais de estimação que foram diagnosticados com doenças mentais graves disseram que o animal era “o mais importante” no processo de lidar com sua condição.
Além disso, o estudo constatou que os participantes com animais de estimação relataram um maior senso de controle, bem como um sentimento de segurança e rotina.
Estudos mostraram que a companhia de nossos amados animais pode, também, reduzir a depressão, tanto que muitas organizações reconhecem a terapia assistida por animais como um tratamento eficaz para depressão e outras doenças mentais.
Em uma postagem do Huffington Post publicada em 2016, a assistente social Kathryn Oda falou sobre como seu cachorro Buddy a ajudou a controlar sua ansiedade e depressão.
“Um cachorro incentiva você a sair de casa para tomar ar fresco e se exercitar, mesmo quando é a última coisa que você gostaria de fazer. Um cachorro traz tantas risadas e alegria, diferente de qualquer coisa que eu já experimentei antes, com suas personalidades únicas e peculiaridades hilárias […]”, escreveu ela. “E, por fim, um cachorro te oferece amor incondicional, o tipo de amor que nunca caba. Com essas três coisas em sua vida, a ansiedade e a depressão podem se tornar parte de seu passado assim como se tornaram do meu”.

 

6. Sono de melhor qualidade

Quem é dono de um cachorro conhece bem a frustação quando seu amigo de quatro patas sobe na cama na hora que você vai dormir. Mas não os coloque para fora; estudos mostraram que dividir a cama com seu animal de estimação pode, na verdade, levar a uma noite de sono melhor.
Um desses estudos foi publicado em 2015 pelo MNT. A publicação realizada na revista Mayo Clinic Proceedings mostra que pesquisadores descobriram que 41% dos donos de animais que fizeram parte da pesquisa e que permitiram que seus animais ficassem no quarto ou na cama, disseram que não consideravam o animal como um problema, e eles, inclusive, relataram dormir melhor devido à sensação de segurança, companhia e relaxamento que os animais criavam.
Depois de ler esse artigo você também pode dormir tranquilo sabendo todas as maneiras maravilhosas pelas quais seu animal de estimação pode estar melhorando sua saúde e bem-estar.

Comentários

Powered by Facebook Comments