motor

CRUISE ORIGIN 2020 O MINI ÔNIBUS AUTÔNOMO

Publicado em: 26/02/2020

Felix Page – Autocar – EUA

O SISTEMA DE DIREÇÃO AUTÔNOMA DE QUATRO LUGARES ESTÁ PROGRAMADO PARA SER UTILIZADO EM SÃO FRANCISCO E SEM MOTORISTA GERARANDO GRANDE ECONOMIA PARA OS CIDADÃOS.

Sunset_glow-1-1280x720

A Cruise, fabricante de veículos autônomos de propriedade da General Motors (GM), lançou um ônibus elétrico autônomo chamado Origin.
O veículo foi projetado como parte do compromisso da empresa americana “de melhorar a vida nas cidades” e formará a base de um novo serviço de mobilidade pública sendo implementado em San Francisco, Califórnia.
O Origin, que supostamente é capaz de operar não só em área urbana como até em rodovia, foi desenvolvido com o suporte da GM e apoio financeiro da Honda.

Cruise-Origin-in-SFs-Castro-District
Não há volante ou pedais no interior de quatro lugares, o que enfatiza o espaço e o conforto. Possui várias portas USB e telas para incentivar os passageiros a relaxar ou trabalhar durante a viagem. Além disso, as portas laterais são corrediças para minimizar o risco aos pedestres e facilitar o carregamento de bicicletas.
Poucos detalhes técnicos foram revelados, mas uma construção modular sugere que novas carrocerias podem ser montadas na plataforma da Origin, conforme necessário. Também é provável que ele use tecnologia e hardware do modelo Volt, um hatchback elétrico produzido pela Chevrolet.

cruise-origin-01-1-1536x1152

Na inauguração, o CEO da Cruise, Dan Ammann, confirmou que o Origin está pronto para produção e se destina a ser usado para um novo serviço de compartilhamento de viagens. A empresa afirma que o ônibus tem uma vida útil de um milhão de quilômetros e pode economizar muito para os residentes de São Francisco, em comparação com o custo de um carro particular.
Ainda não se sabe quando o serviço de táxi autônomo começará a operar. O Origin ainda não atende aos padrões impostos pela organização Federal Standards de Segurança de Veículos Automotores, que aprova carros para uso em vias públicas nos EUA. Portanto, por ora está restrito ao uso interno nas instalações da GM e talvez da Honda.

Comentários

Powered by Facebook Comments