motor

LAMBORGHINI SIÁN O PRIMEIRO HÍBRIDO DA MARCA E TAMBÉM O MAIS POTENTE

Publicado em: 16/10/2019

Carlos Abeleira

Lançado em edição comemorativa, limitada a 63 unidades, com todas já vendidas, inova com um supercapacitor, levando-o a 100km/h em 2,8 segundos.

lamborghini-sian

A motorização do Sian a gasolina-elétrico é V12 aspirado, mas inova com um avançado supercapacitor que injeta 34 cavalos de potência no sistema de transmissão. Embora isso pareça desprezível em um carro com o emblema Raging Bull no nariz, o sistema híbrido suave de 48 volts ajuda muito no consumo, incrementa aceleração forte e assume o carro em velocidades baixas, como ao estacionar. E o mais incrível, apenas freando nas curvas é suficiente para se recarregar instantaneamente.
O V12 montado no centro conta com válvulas de admissão de titânio para gerar 785 cavalos de potência, um número que o torna o mais poderoso motor de carro de estrada nos 56 anos de história da Lamborghini. A produção total do sistema chega a 819 cavalos de potência. O Sián leva 2,8 segundos para chegar a 100 km/h e sua velocidade máxima ultrapassa os 320 km/h.

lamborghini-sian (1)
Visualmente, o Sián combina pinceladas de estilo dos modelos emblemáticos do passados pela Lamborghini com recursos emprestados de seus carros-conceito, futuristas e inovadores, resultando num design absolutamente impactante. As grandes luzes diurnas, e o LED introduzidas em 2017, mostram o novo milênio, enquanto as luzes traseiras hexagonais são um sinal de direção do Countach lançado em 1974.
A Lamborghini vem marcando cada vez mais o interior dos seus lançamentos com uma linguagem high-tech. O driver enfrenta um conjunto de instrumentos digitais configuráveis e o console central abriga uma tela sensível ao toque que exibe uma versão do sistema de infotainment visto pela primeira vez no Huracán Evo. Bancos em couro personalizado e as peças selecionadas em 3D continuam fazendo a ponte entre a herança da Lamborghini e seu futuro.

lamborghini-sian (5)
A Lamborghini produzirá 63 amostras do Sián, feitas à mão, na sua fábrica em Sant’Agata Bolognese, Itália. Ela escolheu esse número porque foi fundada em 1963. Seus preços sequer foram divulgados e todos já foram vendidos.

Comentários

Powered by Facebook Comments