viagem

Quito o melhor centro histórico da américa latina.

Publicado em: 24/04/2019

Sara Royo

 

Estabelecida em uma antiga cidade inca e reconhecida como a capital mais alta do mundo, Quito convida você a mergulhar em sua cultura e culinária.

 

Quito_calle_García_Moreno

Centro histórico.

Por que ir?
A capital do Equador foi fundada no século XVI e construída, com estilo colonial, sobre as ruínas de uma antiga cidade inca. Hoje, suas ruas de paralelepípedos possuem edifícios antigos, com exteriores impressionantes esculpidos em pedra. Quito está a 2.850 metros acima do nível do mar, tornando-a a capital mais alta do mundo, e tem o centro histórico mais bem preservado da América Latina, de acordo com a UNESCO.

 

O que fazer?

É melhor começar com uma visita à cidade a partir da Basílica del Voto Nacional, maior igreja neogótica das américas com pé direito de até 30 metros de altura. Suba por seu interior, passando pela torre do relógio, para chegar a uma altura de 117 metros acima do solo e, a partir daí, admire seus vitrais e portas de bronze. Outra das igrejas mais fascinantes, entre as mais de 40 que estão na cidade velha, é a La Compañía, uma visita obrigatória para o seu interior coberto de folhas de ouro. Bem ao lado da Plaza de San Francisco, encontra-se a Casa del Alabado, um museu de arte pré-colombiano localizado num edifício colonial do século XVII, que exibe maravilhosas peças de cerâmica, estatuetas e crânios reestruturados. Visite o Museu Casa de Sucre, a antiga casa do líder e libertador nacional, general Sucre, para aprender sobre a vida da cidade no século XIX e visitar suas exposições de espadas, baionetas e selas. Ao pôr do sol, passeie por La Ronda, uma rua de paralelepípedos que ganha vida à noite e está repleta de galerias de arte, lojas de artesanato e restaurantes.

La-Compani

Magnifico interior de ouro da Iglesia La Compañía uma das 40 igrejas históricas da capital.

Fachada da gigantesca Basílica del Voto Nacional com seus 117 metros de altura.

Fachada da gigantesca Basílica del Voto Nacional com seus 117 metros de altura.

Museo Casa de Sucre com exposições que reportam ao século XIX.

Museo Casa de Sucre com exposições que reportam ao século XIX.

 

 

Onde ficar?
Com vista para a Plaza de San Francisco, a Casa Gangotena (casagangotena.com) é uma casa dos anos 20 que virou um hotel. Para uma experiência mais colonial, a Plaza Grande (plazagrandequito.com) é uma excelente opção. Data do tempo da fundação de Quito, em 1534.

Plaza de San Francisco marco de grandes eventos históricos.

Plaza de San Francisco marco de grandes eventos históricos.

 

Onde comer e beber?

O qui (porquinho-da-Índia), uma iguaria do passado, ainda é muito popular em Quito, e os moradores locais o compram e moram no mercado de fazendeiros, na Plaza de San Francisco. No cenário gastronômico, a comida peruana está na vanguarda, e Zazu Restaurante (zazuquito.com) ao norte da cidade se orgulha de seus chefs peruanos. Seu cardápio inclui uma variedade de ceviches, a carne Wagyu e alho-poró cristalizadas com peras no Porto. Se você está procurando uma sobremesa, vá para Theatrum (theatrum.com.ec) no segundo andar do Teatro Nacional Sucre, oferecendo uma variedade de frutas equatorianas como carambola, goiaba, laranja e graviola, com o qual fazem sorvetes e gelatos. Visite a Panificadora Superior, uma padaria localizada em um edifício de 300 anos, em García Moreno, e saboreia suas orejitas mergulhadas em chocolate. Entre as delícias do lugar, estão os bizcochos (bolachas com queijo e doce de leite) e guaguas de pan (bebês de pão doce recheados com geleia). Se você ficar em Casa Gangotena, não perca La Hora del Café Quiteño e a oportunidade de experimentar o chocolate quente. Há também aulas de culinária a começar com um passeio ao mercado para comprar produtos frescos. Conheça também, Rosa Lagla, comerciante e homeopata, que vende ervas para fazer chás que curam qualquer doença, desde a doença da altitude até a baixa energia.

 

Você está ficando sem tempo?

A 10 minutos do aeroporto é a fábrica de chocolate Gianduja (giandujachocolate.com). Reserve uma aula de culinária com o chocolatier Jeffrey Stern e compre balas de canela e coco, e trufas de maracujá com capim-limão para levar para casa.

 

Dica de viagem
Alugue uma bicicleta e participe do circuito ciclístico Ciclopaseo, das 8:00 às 14:00, todos os domingos. A rota exclusiva para ciclistas e pedestres abrange 30 quilômetros que vão do norte ao sul da cidade.

Comentários

Powered by Facebook Comments