meio ambiente

VOCÊ SABIA QUE EXISTEM ENORMES MONTANHAS NO FUNDO DO MAR?

Publicado em: 2/02/2019

Logo Greenpeace

A próxima parada da nossa expedição pelos mares é a costa da África, onde existe uma montanha submarina, repleta de vida

7253c760-vema_blog_fact_2-1024x576

Nem só na superfície da Terra existem montanhas que avistamos de longe. No fundo do mar também existem longas cadeias montanhosas, onde a vida marinha se abriga mas que, infelizmente, são ameaçadas pelas atividades humanas. E é por isso que vamos visitar uma delas, na costa da África, o chamado Monte Vema. A seguir, cinco informações para você conhecer melhor as montanhas submarinas.

1) Montanhas submarinas já foram vulcões

Montanhas submarinas são formações que submergiram do fundo do mar graças às atividades vulcânicas. Embora já tenham sido vistas apenas como um problema para os marinheiros em suas navegações, os cientistas descobriram que suas estruturas formam áreas com grande biodiversidade. Essas encostas íngremes transportam nutrientes das profundezas em direção à superfície iluminada pelo sol, proporcionando à vida marinha alimentos ricos em nutrientes.

2) Uma dessas montanhas tem o tamanho de 767 girafas empilhadas

O Monte Vema, na costa da África do Sul, foi descoberto em 1957 (apesar de algumas fontes dizerem 1959) por um navio de pesquisa oceanográfica com o mesmo nome. Seu pico chega a 4.600 metros de altura no fundo do mar e fica a apenas 26 metros da superfície. Isso é ótimo porque vai permitir que o Greenpeace possa ir até lá com mergulhadores para mostrar a incrível biodiversidade da região.

3) Os primeiros exploradores do Monte Vema estavam em busca de diamantes

Os descobridores inicialmente esperavam encontrar grandes jazidas de diamantes no Monte Vema. Mas encontraram outro tipo de riqueza: a lagosta do Tristão, muito apreciada na culinária e muito cara. A intensa pesca que aconteceu ali, infelizmente, quase extinguiu a espécie, que até hoje, não se recuperou.

cd03ba6a-vema_blog_fact_5-1024x576

4) O Monte Vema está repleto de equipamentos de pesca abandonadas

Em vez de muitas lagostas, o que se acha hoje na região são muitos equipamentos de pesca descartados – uma armadilha mortal para inúmeros animais. Eles são chamados de “equipamentos fantasmas” porque continuam capturando seres marinhos como se ainda estivessem sendo usadas. Os animais não conseguem se libertar e acabam morrendo.

5) Um Tratado Global do Oceano poderia ajudar a proteger esse lugar

Montanhas submarinas, como o Monte Vema, são frequentemente encontradas a quilômetros da costa de alguns países, nas chamadas “águas internacionais”. A proteção ambiental para essas áreas não é simples. As águas internacionais não têm legislação, então, muitas atividades econômicas se dão ali de forma irrestrita e danosa aos mares. É por isso que defendemos a criação de um Tratado Global dos Oceanos, um documento que irá regular as atividades econômicas e proteger os oceanos. O Tratado é o primeiro passo para conseguirmos ter 30% dos oceanos protegidos em forma de Santuários. Isso seria crucial para um ambiente seguro para as futuras gerações.
Estamos em uma expedição que começou no Ártico e vai até a Antártida, passando por vários locais dos mares que merecem atenção e, principalmente, proteção. Já fomos até os Corais da Amazônia. Agora é hora do Monte Vema, na costa da África. Apoie a proteção dos oceanos. Entre no abaixo-assinado e compartilhe com seus amigos e fique por dentro de nossas aventuras.

Comentários

Powered by Facebook Comments