programação

Harmonia e respeito: o melhor para todos

Publicado em: 14/03/2018

A ASCONH realizará eventos e campanhas gratuitas dentro de “condomínios fechados”, sobre os mais variados temas cívicos: segurança, relacionamento entre moradores e funcionários, trânsito, pet, ecologia e outros

GARAÇAO CONDOMINIO. CURITIBA. 25/01/2012. VIVER BEM.

A ASCONH (com experiência de mais de 15 anos representando Loteamentos Fechados no Estado de SP, tendo muitas vezes mediado conflitos), já comprovou que é vital, para o bom funcionamento do modelo residencial de condomínios e para a qualidade de vida dos moradores, predominar internamente um espírito cívico que zele pelo bem comum e a harmonia geral.
Afinal, o modelo de “condomínios fechados” é baseado na prática democrática em sua essência, onde se votam os dirigentes e todas as decisões importantes do “bairro”. Os “loteamentos fechados” em especial, só existem e funcionam graças à vontade expressa de seus moradores. Eles que administram, investem e regulam todo o “bairro”. Por isso deve-se predominar a harmonia, o bem comum e o espírito cívico. Todos são agentes destes objetivos, pois além de famílias e indivíduos, o espaço pertece a um grupo que só se preservará se for bem administrado, regulado e com clima harmonioso.
Partindo desta necessidade, está sendo lançada uma extraordinária programação de campanhas que visa implantar a boa convivência e o espírito do bem comum dentro de “condomínios fechados”. Será adaptada a partir da realidade de cada conjunto residencial e implantado em diversos formatos, como oficinas, eventos, palestras, jogos, atividades e tudo sempre gratuito e aberto aos moradores.

DENTRO DO CONDOMÍNIO: SER AMIGO VERSUS SER CÍVICO
Essas atividades que estão sendo propostas demonstrarão a importância de todos entenderem a diferença entre ser amigo e ser cívico. Esta distinção é importante, pois ela definirá uma encruzilhada que poderá garantir a harmonia e o respeito comum dentro do condomínio. Como?
Às vezes, dentro do condomínio, as pessoas sentem-se tentadas a imaginar que todos devem ser amigos entre si, e só assim haveria um clima de respeito mútuo e harmonia. Errado. Mais que uma utopia, estamos misturando duas coisas: civismo e amizade.
Amigos são escolhidos – não somos obrigados a tê-los. Já os vizinhos, não escolhemos e somos obrigados a tê-los. São coisas diferentes que, claro, podem andar juntas, mas não compulsoriamente.
Portanto, todo o trabalho do “condomínio”, seus eventos e suas atividades paralelas devem ter um objetivo primordial: despertar o espírito cívico e o bem comum. O clima de amizade ocorrerá naturalmente e na medida de cada um individualmente.

COMO O CONDOMÍNIO DEVE TRABALHAR?
Claro que se deve continuar cobrando de todos condutas dentro das normas de forma objetiva, mas é necessário ir além: conscientizar, motivar, premiar e divulgar atitudes internas focadas para o bem comum entre os funcionários, diretorias e moradores. Quanto mais todos do residencial sentirem-se dentro de um espaço que valoriza, divulga, age e se preocupa com esse bem comum, mais todos respeitarão e assim procederão.
Somos seres sociais – nosso comportamento se pauta, acima de tudo, influenciado pelo nosso grupo. É fácil comprovar isso: imagine um lugar onde todos vizinhos desrespeitem uns aos outros, desprezem a limpeza, o silêncio, a boa convivência, etc… A tendência será todos se nivelarem por baixo e dizerem: “ninguém respeita ninguém, então por que eu respeitarei?”. Se formará, muito provavelmente, um ambiente de difícil convivência. O contrário também funcionaria da mesma forma. Se existe um espaço de harmonia e respeito entre a maioria, a tendência é que cada indivíduo influenciado pelo ambiente se comporte da mesma forma naturalmente. Ou seja, além da norma escrita, é necessário um ambiente que reproduza visivelmente essas normas e que elas sejam captadas por todos. Podemos fazer uma alusão ao provérbio popular derivado da fala de César em relação à sua esposa Pompeia: “não basta ser honesto, tem que parecer honesto”. Não basta ter normas para o bem comum, é preciso ser visível que ele existe. Vamos divulgar o bem comum, falar ele, divulgar bons exemplos, mostrar mais e mais sobre esse bem comum dentro do nosso “Condomínio Fechado”. Assim, ele será muito mais que uma norma – será uma realidade cada vez mais presente.

AS CAMPANHAS GRATUITAS
A ASCONH lança os projetos descritos no box ao lado, com os respectivos temas selecionados, a serem divulgadas dentro de “condomínios fechados” selecionados de todo o estado de São Paulo.

COMO SOLICITAR AS CAMPANHAS
Os “Condomínios Fechados” que não forem selecionados específicamente também podem receber as campanhas. Eles poderão solicitá-las entrando em contato com a secretaria da ASCONHSP, pelos telefones 19 3252 3336 ou 3305 3102. Está, ainda, disponível o número de WhatsApp 19 9.9925-6411 e o e-mail: secretariaasconh@gmail.com ou contato@grupoaecom.com.br.

Para participar, basta enviar a mensagem:
“Queremos maiores informações sobre as campanhas gratuitas dentro dos condomínios” e inclua na mensagem o nome do seu “condomínio fechado”.

AS 13 CAMPANHAS ASCON

OBEDIÊNCIA ÀS NORMAS
1. Normas: “chato” com elas, pior sem elas

RELACIONAMENTO: DIRETORIAS X MORADORES
2. Diretoria: trabalha por mim e não para mim

NOTIFICAÇÕES DE IRREGULARIDADES
3. Advertência: quem avisa amigo é

SEGURANÇA
4.Segurança máxima: um por todos e todos por um

TRÂNSITO
5. O carro é seu, mas não se esqueça de que o trânsito é de todos!

RELACIONAMENTO: FUNCIONÁRIOS E MORADORES
6. Funcionários X Moradores… Ou colaboradores mútuos?

ECOLOGIA E ECOSISTEMA
7. A natureza mora ao lado!

RELACIONAMENTO ENTRE MORADORES
8. Ser amigo é ótimo. Mas, ao menos ser cívico, é essencial!

RELACIONAMENTO ENTRE VIZINHOS
9. Viver bem ao lado é estar do lado do bem!

SOM ALTO
10. Meu som não é para todos, só para mim

PROBLEMAS COM CÃES E OUTROS PETS
11. Meu pet, meu guarda, sob minha guarda

CLIMA DE HARMONIA INTERNA DENTRO DO CONDOMINIO
12. Uma gentileza vale um presente

RESPEITO ÀS ASSEMBLEIAS
13. Eu tenho razão, mas todos juntos terão ainda mais!

Comentários

Powered by Facebook Comments