comportamento

Difíceis Negociações Sexuais

Publicado em: 24/07/2017

Comprometimento e comportamento amigável com o parceiro vão te ajudar a conseguir mais do que você deseja

 

sex-pain

 

Ari Tuckman – EUA

 

As negociações na hora do sexo podem ser muito desgastantes emocionalmente, ainda mais quando um tem vontades muito diferentes das do outro. Se não forem bem resolvidas, elas podem causar ressentimento, frustração, distanciamento, desesperança e, até mesmo, acabar com o relacionamento ou criar tensões duradouras. Eu já escrevi sobre como negociar diferenças quanto à frequência e ao repertório sexual de um casal. Essas publicações obtiveram muitos comentários, o que me levou a escrever este artigo de como lidar com as discordâncias sexuais mais difíceis e que causam muitos conflitos. Essas são aquelas situações complicadas em que pelo menos um membro do casal – mas provavelmente ambos – está infeliz e não sabe como resolver a questão. Não há respostas fáceis, se houvesse, eles já as teriam encontrado.

CUSTO DA RUPTURA X INVESTIR PARA MELHORAR

Quando as divergências surgem no início de um relacionamento, é comum que uma das partes decida partir para outro relacionamento, permitindo que ambos procurem a felicidade com outras pessoas. No entanto, à medida que um relacionamento se torna mais profundo e a vida do casal fica cada vez mais entrelaçada, não é tão fácil resolver essa situação. Obviamente é possível, mas o preço emocional e financeiro é muito maior quando há filhos e bens envolvidos. Embora a gente não deseje esse sofrimento a ninguém, o alto preço pode ser um incentivo para tentar fazer o relacionamento valer a pena. Isso nos obriga a fazer esse trabalho duro, para que ambos os parceiros prefiram ficar em vez de partir. Isso significa expressar e lutar por nossas próprias necessidades e, ao mesmo tempo, manter em mente as necessidades de nossos parceiros.

EGOÍSMO E INSENSIBILIDADE 

Egoísmo, insensibilidade e falta de consideração eventualmente se tornam um grande problema para, pelo menos, um dos parceiros. O equilíbrio nos relacionamentos significa que tanto as nossas, quanto as vontades do outro são atendidas. Não é certo esperarmos que o nosso parceiro seja mais generoso que nós mesmos, comportamentos ruins podem funcionar temporariamente, mas tendem a vir à tona em algum momento do relacionamento.

DEMANDAS DESPROPORCIONAIS

Quando se trata de sexo, fazer demandas excessivas pode ser tão prejudicial quanto negar com frequência os pedidos do parceiro. Não há respostas certas ou erradas quando se trata de sexo e relacionamentos, muito menos verdades absolutas. O que funciona para um casal pode não funcionar para outro. O motivo que os levam a fazer ou não alguma coisa pode ser mais importante que o que fazem ou deixam de fazer.

INSATISFAÇÃO GERA DESVIOS 

Ignorarmos a nossa ou a infelicidade sexual do nosso parceiro pode fazer muito mal para ambos. O relacionamento pode vir a acabar ou cada um pode começar a investir em outras coisas, como trabalho, hobbies ou, até mesmo, outras pessoas. Esse é outro motivo para tentar resolver esses desentendimentos de forma que ambas as pessoas possam se sentir bem. Ou, pelo menos, suficientemente bem.

COMPROMETIMENTO E SACRIFÍCIO 

Dentro de restrições éticas e legais, todos nós temos o direito de exigir o que queremos de nosso parceiro (e sofrer as consequências). Da mesma forma, também temos o direito de negar os pedidos do nosso parceiro (e também sofrer as consequências). Mas precisamos lembrar que nada em um relacionamento acontece no vácuo, tudo é resultado do que veio antes e do que está acontecendo no relacionamento. Assim, a generosidade pode ser recompensada – e o mau comportamento, punido – em mais de uma maneira. Portanto, temos de manter um olhar mais amplo. Que preço você está disposto a pagar por isso? Se vale a pena, então vale a pena. Mas, como a vida e os relacionamentos são também comprometimento e sacrifício, devemos considerar todos os potenciais desdobramentos.

Quando você se sente em dúvida quanto a algo específico, pode ser útil pensar sobre o que é bom ou ruim no relacionamento e quão importante esse algo é para você. Isso pode ajudá-lo a decidir o quanto você quer insistir nele. Também vale a pena pensar sobre como isso é importante para o seu parceiro e se o seu sacrifício valerá a pena.

RELACIONAMENTO DEMANDA NEGOCIAÇÕES 

Relacionamentos a longo prazo demandam negociações de todos os tipos. Cada casal precisa descobrir o que funciona para eles, em cada estágio do relacionamento. Embora não haja muitas certezas, uma delas é que de se comportar bem durante essas negociações, mesmo quando você se posiciona fortemente contra aquilo, faz com que seja mais provável que seu parceiro reaja melhor e que você acabe conseguindo o que quer. E, caso o seu parceiro não esteja levando numa boa, talvez esse seja um tópico para uma discussão, não um acordo.

Ari Tuckman, PsyD, MBA, psicólogo de West Chester, Pennsylvania, EUA, especializado em relacionamento de casais, escritor com livros publicados em 7 línguas.

Comentários

Powered by Facebook Comments