adega

Almaviva, O Ícone Chileno Chega aos 20 Anos

Publicado em: 24/07/2017

Nascido para brilhar, o ícone Almaviva, criado pelas mãos de Mouton Rothschild e Concha y Toro, atinge a maturidade de forma espetacular, com duas safras históricas, 2014 e 2015

 

almaviva-Vintage-2014-4

 

 

Arthur Azevedo

 

Quando o Almaviva nasceu, o Chile ganhou um vinho de alta gama, que conquistou o mundo com personalidade, sofisticação, elegância e raro senso de terroir , o do Maipo, representado pelo mais nobre vinhedo da Concha y Toro, aliado ao que existe de mais moderno e ousado, a expertise francesa de Mouton Rothschild.

O resultado não poderia ser outro, um sucesso absoluto, fato que no Almaviva se repete safra após safra. Vários enólogos se sucederam à frente do empreendimento, que hoje tem em seu comando o talentoso Michel Friou, enólogo francês, que imprimiu ao Almaviva ainda mais fineza e elegância.

Os 20 anos do Almaviva foram comemorados em grande estilo na França, no magnífico Château Mouton Rothschild, numa festa que teve como anfitriões Philippe Sereys de Rothschild e Don Alfonso Larrain Santa Maria, atuais presidentes das vinícolas que deram origem ao Almaviva.

O projeto nasceu em 1997, num acordo inédito na América do Sul entre a Baronesa Philippine de Rothschild, na época Presidente do Conselho Fiscal de Baron de Rothschild e Eduardo Guilisasti, Presidente da Viña Concha y Toro.

A esse respeito Philippe Sereys de Rotschild se pronunciou, exaltando o papel de sua mãe Philippine, uma mulher conhecida pela ousadia e pela determinação, caráter herdado de seu pai, o inesquecível Baron Philippe de Rothschild, uma figura mítica na história do vinho.

Don Alfonso também ressaltou o caráter de inovação e destacou o papel relevante das vinhas do Almaviva, dizendo serem as mesmas “um laboratório de ideias”.

O Almaviva foi na ocasião distinguido com a recém-criada classificação de Primer Orden, equivalente a um Gran Cru Classé de Bordeaux, em reconhecimento à complexidade e ao excepcional potencial de envelhecimento do vinho. Para merecer tal distinção, o vinho deve ser elaborado com videiras exclusivas, bem como uma vinificação cuidadosa e com supervisão de equipe enológica integralmente dedicada ao projeto. Pela trajetória do Almaviva, que temos o privilégio de conhecer desde a primeira safra, é mais que merecido.

ALMAVIVA, UM NOME NASCIDO NA ÓPERA 

É interessante saber que o nome Almaviva, apesar de soar familiar aos nossos ouvidos, vem da literatura clássico, numa referência ao Conde de Almaviva, o herói das bodas de Fígaro, famosa comédia de Beaumarchais, que posteriormente seria transformada em ópera pelo genial Mozart.

Sem perder suas raízes, o rótulo do Almaviva presta homenagem à história dos ancestrais chilenos, com uma imagem estilizada que lembra o Kultrun, tambor ritual da tribo que habitava o Chile, simbolizando a visão da terra e do Cosmos da civilização Mapuche O vinho é elaborado com uvas francesas clássicas, sempre com predomínio de Cabernet Sauvignon, cultivadas nas terras do Maipo Alto, na área Maipo Andes, em Puente Alto, zona mundialmente conhecida pela excelência dessa nobre varietal.

Como em todos os grandes vinhos de Bordeaux, a composição varia a cada safra, e a Cabernet Sauvignon tem como inseparável parceira a Carménère, a segunda em percentagem, com a participação da Cabernet Franc em praticamente todas as safras e a Merlot em algumas safras.

Um fato digno de nota é a presença da notável Petit Verdot no corte desde 2010, fato que deu ao vinho uma expressão ainda mais bordalesa. A maturação do vinho se dá invariavelmente em barricas novas de carvalho francês, das melhores tonelerias.

O resultado é um vinho de grande caráter e expressão, com frutas perfeitamente maduras, notável equilíbrio, taninos de finíssima textura e excepcional persistência. O Almaviva 2014 é simplesmente inesquecível, e o 2015 tem recebido notas muito expressivas da crítica internacional. Um brinde ao Almaviva, parabéns pelos 20 anos e que venham muitos mais.

Arthur Piccolomini de Azevedo é Presidente da Associação Brasileira de Sommeliers-SP, editor do website Artwine (www.artwine. com.br), jornalista, palestrante e consultor.

 

 

Comentários

Powered by Facebook Comments