entrevista

A OUSADA CLEO PIRES

Publicado em: 29/08/2016

Gerando uma polêmica na Paralimpíada, estreando a série “Supermax”, atriz fala com serenidade sobre sua trajetória

 

BS7A2366

Cleo Pires, hoje, com 33 anos, apresenta uma carreira sólida como atriz, mas acima de tudo tem a marca da ousadia e até da irreverência.

No momento, está nos holofotes das redes sociais e da mídia, devido a uma calorosa discução. Cleo, que foi nomeada embaixadora do Comitê Paralímpico Brasileiro, junto com o ator Paulo Vilhena,  lançaram a campanha “Somos Todos Paralímpicos”. Na imagem da campanha, ela representa o corpo da atleta paralímpica Bruninha Alexandre e Vilhena o corpo do atleta Renato Leite.

Apaixonada por cinema, seu último filme foi “Mais Forte que o Mudo – A História de José Aldo”, onde interpretou a esposa do lutador. Atualmente está no ar como Tamara, na novela das sete da Rede Globo, “Haja Coração” e fará parte do elenco da nova série “Supermax”, que estreia dia 20 de setembro. Todos os papéis inspiram de alguma forma a atriz, que se considera feminista e está curtindo a solteirice.

Filha de duas celebridades de sucesso, – a atriz Gloria Pires e o cantor Fábio Júnior- ela também é irmã da atriz Antônia Morais e do cantor Fiuk.

Cleo iniciou seu trabalho com 11 anos, em uma participação na minissérie “Memorial de Maria Moura”, em que interpretou a fase criança da personagem vivida por Gloria Pires.

Depois de nove anos, participou de seu primeiro filme, “Benjamin”, baseado no livro de Chico Buarque. Pela sua atuação, acabou ganhando o prêmio de Melhor Atriz no Festival do Rio.

Nas novelas, um dos seus personagens significativos foi em 2005, como Lurdinha, em “América”. Ela interpretava uma menina sensual que se envolvia com um homem mais velho, papel do ator Edson Celulari.

A sensualidade de Cleo é marcada também em seus projetos pessoais. Ela já foi capa da Revista Playboy em 2010 e recentemente promoveu uma campanha na Revista Marie Claire, em que posou nua pelo fim da violência contra a mulher e em prol do debate sobre liberdade feminina.

Além disso, ela não tem pudor ao falar de sexo. Em seu mais novo site oficial, ela lançou um vídeo descontraído em que respondeu algumas perguntas picantes, onde afirma que só faria sexo a três se fosse com dois homens.

Sua trajetória profissional também incluiu papéis de rebeldes, como Letícia, em 2006, na novela “Cobras e Lagartos”. Dois anos depois, deu vida a sua segunda personagem no cinema, Sofia, namorada de João, interpretado por Selton Mello, no filme “Meu nome não é Johnny”. Posteriormente, estreou com sua primeira vilã, a indiana Surya, na novela das nove da Rede Globo, “Caminho das Índias”.

No cinema em 2009, participou ainda do elenco do filme “Lula, o filho do Brasil”. Outros trabalhos incríveis vieram depois, na novela “Araguaia”, onde viveu a protagonista Estela e depois em “Salve Jorge”, como Bianca.

BS7A2633

1-[RESIDENCIAIS]Ao longo de sua carreira, além das novelas, você já atuou em muitos filmes. Você tem alguma preferência, entre fazer novelas ou filmes?

[CLEO PIRES] Gosto muito de fazer novela, mas filme é minha grande paixão. 

2-[RESIDENCIAIS]Um de seus personagens mais marcantes foi em 2005, como Lurdinha, em “América”. Como foi a experiência de interpretar este personagem?

[CLEO PIRES] Foi muito especial como todos os outros, eu me apego aos personagens, não consigo escolher o melhor, sabe? Lurdinha foi um degrau importante na minha carreira. 

3-[RESIDENCIAIS] Recentemente, você postou uma foto nua em seu instagram, para uma campanha a fim de promover o empoderamento feminino e o fim da cultura do estupro. Você se considera feminista? De que forma você acha que podemos melhorar a situação e principalmente os direitos das mulheres no mundo?

[CLEO PIRES] Me tornei feminista porque percebi que se não lutarmos por nossos direitos o caos será instalado. Acredito que a melhor forma para mudar isto é dando educação para as pessoas desde a infância. 

4-[RESIDENCIAIS]Seu último projeto no cinema foi no filme lançado este ano “Mais Forte que o Mudo – A História de José Aldo”. A personagem, Vivianne, é uma lutadora. Você teve dificuldades para fazer este papel, já que exigiu muito treino e força física? Como foi a rotina de treinamento?

[CLEO PIRES] Dificuldade não seria a palavra, teve muita dedicação, porque além da preparação como atriz, tive que me preparar fisicamente. Treinava uma vez por dia com o Alex Gaze. 

5-[RESIDENCIAIS]Atualmente, você está na novela das sete da Rede Globo “Haja Coração”, como Tamara. A personagem é independente e adepta a esportes radicais, como as corridas automobilísticas. O que você tem em comum com ela? Podemos esperar surpresas desta personagem?

[CLEO PIRES] Muitas surpresas ainda vão acontecer, Tamara agora chega para causar (risos). Eu também adoro esportes radicais, mas diferente dela tenho mais consciência.  

6-[RESIDENCIAIS]Por ter pais famosos e praticamente crescer neste meio artístico, você teve uma infância e adolescência normal? Sempre quis seguir os passos de sua mãe?

[CLEO PIRES] Na verdade, nunca quis ser atriz, apenas aconteceu. Mesmo tendo pais artistas muito conhecidos, minha infância e adolescência foram super normais.

7-[RESIDENCIAIS]A série “Supermax” tem previsão de estrear em setembro na Rede Globo, em que você será Sabrina. O que você pode adiantar sobre a sua personagem?

[CLEO PIRES] Sabrina tem personalidade de uma mulher corajosa e forte. Isto pautará o enredo. Aguarde!

8-[RESIDENCIAIS]Suas personagens Tamara, Vivianne e Sabrina, têm em comum serem fortes e lutarem por aquilo que acreditam. Interpretar mulheres decididas e fortes te inspiram de alguma forma na vida real? O que é para você ser uma mulher bonita por dentro e por fora?

[CLEO PIRES] Obrigada pelo elogio. Adoro interpretar mulheres decididas, é muito bom. Todos os personagens acabam me influenciando de alguma forma, sempre é um novo aprendizado pra gente. 

9-[RESIDENCIAIS]Recentemente, você está solteira. Para você o que é curtir ser solteira?

[CLEO PIRES] Uma nova fase. Está me fazendo curtir e namorar comigo mesma. É uma delícia. 

10-[RESIDENCIAIS]O que é essencial para você em um relacionamento?

[CLEO PIRES] Para mim a cumplicidade em um relacionamento é essencial.

Comentários

Powered by Facebook Comments