comunidade

Redução de IPTU

Publicado em: 16/11/2015

O objetivo é amortizar crescentes despesas do “condomínio”.

 

quanto-vale-seu-imovel

 

Faz também parte do escopo de trabalho da ASCONHSP buscar alternativas para reduzir os altos e crescentes custos de manutenção dos Loteamentos Fechados. Comprovamos ao longo de mais de uma década de acompanhamento que as taxas de rateios das despesas dos condomínios vêm crescendo sem cessar, em função, principalmente, dos serviços públicos que assumem e dos constantes aumentos de impostos.

Ou seja, cada vez mais os valores de IPTU são majorados, as despesas para suprir a insegurança pública aumenta e mais e mais serviços públicosos condomínios têm que arcar (coleta de lixo, iluminação, sinalização de trafego, manutenção de vias e praças, compensações pelas portarias e etc).

Para piorar chegou a crise econômica, elevando a inadimplência dentro dos Loteamentos Fechados a níveis sem precedentes, e deixando algumas associações, atualmente, com dificuldade até de caixa. Com o aumentos de despesas surgindo de um lado e de outro a crise econômica, a conta dos condomínios está difícil de fechar.

A ASCONHSP está preocupada com este quadro, afinal o modelo de Loteamentos Fechados funciona de forma absolutamente democrática, onde todos são literalmente os mantenedores da Associação, que por sua vez é a única que mantém o status do Loteamento Fechado. Não há subsídio governamental, descontos ou receitas extras. Se a Associação não pagar as contas do Loteamento Fechado, ele se des fará.

Diante desta situação, a ASCONHSP intensificou seu empenho na busca de alternativas de redução de despesas das Associações e até mesmo buscando eventuais brechas de benefícios legais de impostos aos proprietários. No momento já encontramos uma tese para uma substancial redução do IPTU, que servirá para alguns Loteamentos Fechados em poucas cidades.

 

A ASCONHSP já fez um levantamento preliminar e, através da sua Secretaria, apresentará pessoalmente ao novo grupo de Loteamentos Fechados que se enquadram nesta oportunidade de redução substancial do IPTU nas cidades de Campinas, Jundiaí e Hortolândia. Aguardem.

Comentários

Powered by Facebook Comments