guia

Guia Berlim

Publicado em: 15/08/2014

Por Arthur Souza Lobo Guzzo

 

Weltmeister 1

Pois é, torcida brasileira…não deu para o Brasil. Perdemos de forma inacreditável, para não dizer humilhante, para a poderosa seleção alemã. Comparações entre o “jeitinho” brasileiro e a eficiência dos alemães pulularam nas redes sociais, mesas de bares e outros ambientes. Mas como será que os alemães – particularmente os de Berlim – se sentiram ao bater o Brasil dentro de campo? Muito bem. O eterno 7 a 1 despertou uma euforia catártica que eu não tinha visto em nenhum outro jogo. Carros com bandeiras, buzinas em alto e bom som, gritos de “DEUTSCHLAND” a plenos pulmões.  A mim e a outros brazucas só restaram a resignação e o silêncio.

Brazil Soccer WCup Germany Argentina

Weltmeister 2

Depois de tamanha comemoração dos germânicos, fiquei temeroso pelo dia seguinte no trabalho. Qual seria a reação dos alemães no escritório? Piadinhas, zombaria, esculhambação geral? Não. Eles foram educados até demais! O chefe deste que vos fala não disse nada; apenas me deu um abraço. Um outro alemão, ao saber que eu era brasileiro, fez cara de poucos amigos e tentou achar justificativas para o chocolate histórico. Parecia até que eles estavam com vergonha pelo ocorrido. Mas não me fiz de rogado e tratei logo de dar os parabéns pelo show de bola do time.

Friedrichshain

Weltmeister 3

Depois de derrotarem o Brasil de forma acachapante, os alemães venceram a Argentina e sagraram-se campeões, ou Weltmeister, como dizem. O time desembarcou em Berlim e teve uma recepção absurdamente calorosa do público – cerca de 500 mil pessoas – que foram aplaudir Podolski, Schweinsteiger, Lahm, etc. e agradecer pela conquista do tetra. A emoção dos rapazes era visível – afinal, como cantou o goleiro Manuel Neuer, acompanhado pela multidão, “die Nummer Eins der Welt sind wir!”

berlim

Comentários

Powered by Facebook Comments