games

HERÓI OU VILÃO? NO GAME “INFAMOUS” QUEM DECIDE É VOCÊ

Publicado em: 5/06/2014

Focado novamente nas escolhas do jogador, novo título da série mostra o poder gráfico do Playstation 4

Por Giovanni Rocha

Uma das principais características que diferenciam as experiências entre videogames e outras formas de narrativa, como o cinema, a literatura e as HQs, é a possibilidade de controlar o personagem e ser responsável pelo sucesso da história. Se o jogador não se esforçar para superar os desafios propostos pelo jogo, não terá direito a conhecer a sequência dos acontecimentos. Mas e se, além de ser responsável pelo sucesso nas missões, fossemos os responsáveis pela personalidade do personagem, definindo se ele será um herói ou vilão e a história do game se desenvolvesse a partir das nossas escolhas? Se você gostou da ideia, seja bem-vindo à série “Infamous”, exclusiva para o sistema Playstation e que com a chegada da nova geração de consoles ganhou um novo capítulo: “Infamous: Second Son”.

No terceiro game da série, o antigo protagonista Cole MacGrath dá lugar a um novo personagem, Delsin Rowe. A história muda um pouco e agora destaca a luta entre os Condutores, seres humanos com poderes originados a partir de mutações no DNA, e as forças de opressão a essa nova raça, chamada de DUP (Department of Unified Protection). Delsin, o novo “herói”, é um jovem de vinte e poucos anos, sem grandes interesses em trabalhar, estudar ou fazer outra coisa além de se divertir fazendo grafites pela cidade. Sua vida muda ao descobrir que ele é um Condutor com uma série de poderes. O que de início parecerá um problema para Delsin, mostrando um jovem assustado com seus poderes, será motivo de diversão a partir do momento que ele começa a dominar suas novas habilidades, como se teletransportar, disparar raios, causar explosões de energia e outra dezena de opções de ataques e formas de deslocamento.

Cuidado com as suas ações

É a partir do descobrimento dos poderes dos protagonistas de seus títulos que Infamous apresenta sua originalidade no mundo dos games. Assim como nos dois primeiros títulos, Infamous: Second Son permite ao jogador desenvolver dois tipos de karmas. Eles são preenchidos de acordo com as ações do jogador. Por exemplo: você está em uma missão e um cidadão pede a sua ajuda. Você colabora com o pedido de socorro e isso irá gerar um karma do bem. Porém, se você atacar pessoas nas ruas, destruir carros ou fizer qualquer ação que cause medo aos civis espalhados pelo cenário do jogo, seu karma negativo irá aumentar. Isso fará com que, além dos membros da DUP, as pessoas na rua o considerem um vilão e se voltem contra você atirando objetos e até formando grupos para acabar com a sua série de ações maldosas. A escolha da personalidade em Infamous irá determinar os tipos de poderes e até mesmo os diferentes finais do jogo. Tudo dependerá das suas ações no controle de Delsin.

Prepare-se para babar com os gráficos

Se os dois primeiros capítulos foram exclusivos do Playstation 3, Infamous: Second Son foi lançado exclusivamente para o novo Playstation 4 e chegou mostrando o poder que a nova geração de videogames irá oferecer aos fãs. A qualidade gráfica apresentada em Second Son é algo que jogadores de consoles ainda não haviam conhecido. Reflexos da luz, partículas, fumaça, chuva, além dos detalhes da cidade, dos personagens e dos objetos chegam quase à perfeição. Por mais que em alguns momentos possa parecer faltar um pouco de fôlego para carregar tantos elementos gráficos na tela, Infamous no PS4 é uma obra de arte para os olhos.

Quem conhece a série não sentirá qualquer dificuldade com os controles ou mecânicas do jogo. A liberdade em se movimentar pelo cenário se mantém, mas agora exige que o jogador saiba utilizar com mais perícia os poderes de Delsin. Mas isso não significa qualquer ponto negativo em relação aos títulos anteriores. Pelo contrário, mostram como a produtora Sucker Punch ouviu as reclamações de jogadores que achavam um tanto idiota a forma como o primeiro protagonista subia em prédios, por exemplo. Agora não bastará ficar pulando nas paredes é necessário desenvolver poderes para isso.

Uma viagem por Seattle

De nada adiantariam as qualidades gráficas de Infamous se o cenário onde a história se desenrola não atraísse os jogadores a explorar seus inúmeros ambientes. Assim como em GTA 5, que reproduziu uma versão da cidade de Los Angeles para o game, Second Son entrega uma Seattle muito próxima da cidade localizada no noroeste dos Estados Unidos. Muitos locais famosos da Seattle de verdade estão no game com uma qualidade de reprodução absurda.  Logo após o lançamento do game, uma série de imagens retiradas do jogo foram colocadas ao lado de locações reais da cidade e desafiavam a descobrir o que era real e o que era virtual. Não foram poucos os que não conseguiam distinguir entre as duas opções.

Infamous: Second Son pode ser considerado um jogo obrigatório para quem quer conhecer as potencialidades da nova geração de videogame da Sony. Não espere por uma história muito original, em alguns momentos pode parecer um pouco repetitivo, mas há diversão do início ao fim do game. Exclusivo para Playstation 4, Infamous: Second Son é todo traduzido para português do Brasil.

inFamousSecondSon-13

Comentários

Powered by Facebook Comments