pet

Alimentação de cães e gatos

Publicado em: 7/08/2013

Por Marcelo Quinzani

Em todas as espécies de mamíferos, o aleitamento materno é fonte única e completa de energia e imunidade para o início de uma vida saudável. Nos cães e gatos esse período de tranquilidade termina em torno dos 30 dias de idade. A partir de então, a oferta de alimento, como fonte de energia, não depende mais exclusivamente da fêmea (mãe). É necessário adquiri-la!
Apesar da domesticalização de cães e gatos transferir essa tarefa para nós, humanos, hoje em dia encontramos uma grande oferta e disponibilidade de alimentos industrializados como nunca ocorreu. Preços acessíveis, qualidade e variedade são uma constante em todo o Brasil. Muito se investe no desenvolvimento do melhor alimento, baseado em conhecimentos técnicos e biológicos, para suprir todas as necessidades das diferentes idades, raças e particularidades. Foi-se o tempo em que precisávamos preparar o alimento dos nossos queridos animais de estimação. Foi-se a época em que os gatos caçavam livres, pelos quintais, pequenas aves e roedores.

shutterstock_103710929 shutterstock_113021647

Tipos de ração
A saúde começa pela boca. Sempre! E não seria diferente com os nossos melhores amigos. Além da infinidade de produtos, existem diferentes formas de apresentação dos tipos de rações. São elas: secas, semi-úmidas e úmidas.
A ração seca é mais dura, com teor de umidade inferior a 10%, e uma durabilidade maior de conservação, devido a baixa umidade. A ração semi-úmida é mais macia e com teor de umidade em torno de 20%. Já a ração úmida (enlatados), apesar de balanceada, não substitui a ração seca, e deve ser oferecida como complemento. Por ser constituída de 75% de água e somente 25% de matéria seca, é necessário oferecer uma quantidade muito maior para suprir os requerimentos nutricionais do seu animal. Apesar de extremamente palatável, a ração úmida se deteriora muito rápido em temperatura ambiente.

shutterstock_114677053
É importante ressaltar que as necessidades energéticas dos cães variam conforme idade, porte e raça. Hoje, conseguimos oferecer a ração adequada para cada fase de crescimento dos filhotes, manutenção de animais adultos e senis. Assim como para animais de porte pequeno, médio, grande e gigante, que possuem diferentes velocidades de crescimento e envelhecimento.
Respeitadas essas diferenças e particularidades, a ração seca cumpre o seu papel nutricional, e ajuda também na preservação da saúde bucal, uma vez que a mastigação e o atrito auxiliam a massagear as gengivas e limpar os dentes dos cães e gatos, retirando sujeiras, tártaro e, consequentemente, o mau hálito.
Além de todas essas vantagens, a indústria de alimentos também possui produtos voltados para melhorar a qualidade das fezes dos animais. Fezes mais secas, firmes e com odor menos pronunciado são possíveis com a ração seca, facilitando a limpeza e o manuseio destas.
Qualidade de vida, longevidade e uma relação saudável entre o homem e seus animais domésticos é possível, graças à disponibilidade e qualidade dos alimentos oferecidos aos nossos amigos. Lembre-se disso na hora de alimentar seu pet!

Comentários

Powered by Facebook Comments