segurança

Muito cuidado!!!!

Publicado em: 13/04/2012

Por Juliana Costa Couto Arte Vinícius Sasso

Depois que vários condomínios de alto padrão da região metropolitana de São Paulo sofreram uma onda de arrastão criminoso, a Polícia Militar de Campinas observou que os loteamentos fechados da região de Campinas começaram a ser os novos alvos dos bandidos que deslocaram suas ações para o interior do Estado. Nos últimos meses, os índices de assaltos a condomínios cresceram vertiginosamente principalmente nas cidades de Campinas, Valinhos e Vinhedo.

Para se ter uma ideia da dimensão da criminalidade, segundo a Polícia Militar, somente em janeiro e fevereiro deste ano, foram registrados dez assaltos em Vinhedo, sendo que nove ocorreram em condomínios fechados. Durante todo o ano de 2011, o registro foi de dez casas assaltadas no total.

Cinco condomínios desse município foram assaltados em apenas três dias, e uma moradora sofreu violência sexual. Já em Valinhos, um outro condomínio foi invadido por cinco homens que foram detidos, e em outra situação mais quatro homens foram detidos. Em Campinas, os números da violência não param de aumentar.

A polícia suspeita que existam duas quadrilhas especializadas em roubos a condomínios atuando na região. “Até agora uma delas foi presa e a outra está sob investigação da PM, que suspeita ser de Campinas. Já que depois de uma perseguição, o carro de uma vítima foi encontrado próximo ao Shopping Iguatemi”, disse o capitão da Polícia Militar de Valinhos e Vinhedo, Luodenir Bueno.

Nova estratégia criminosa

Para conseguir burlar os sistemas tecnológicos de segurança, adotados na maioria das portarias dos condomínios, os criminosos adotam novas estratégias, cada vez mais ousadas. Agora os bandidos roubam carros dos condôminos que trafegam nas proximidades da entrada dos loteamentos, e ao se dirigirem às portarias colocam apenas o braço para fora da janela, acionando o controle de acesso de entrada.

“O sistema de segurança do condomínio deve se certificar de quem está na direção do veículo é o morador. Alguns condomínios criam senhas de pânico para o motorista que estiver sob ameaça. A observação do interior do veículo deve ser certeira, tanto na entrada quanto na saída. Caso contrário, a atenção tem de ser redobrada. Se a ação for suspeita, devem-se identificar as características do indivíduo que está dirigindo, anotar a placa do carro e até acionar a polícia”, explica Ubiratan Beneducci, capitão do 8º Batalhão da Polícia Militar de Campinas. A PM também alerta que os assaltantes estão entrando nos condomínios, principalmente de madrugada, e acordando moradores com arma apontada para suas cabeças.

Para prevenir essas ações criminosas, a Polícia Militar elaborou folders e cartilhas com dicas de prevenção para auxiliar diretores, síndicos, zeladores, porteiros e moradores. A PM ainda está realizando palestras, alertando sobre as medidas corretas sobre segurança nos condomínios.

A OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) de Vinhedo em parceria com a PM da região de Valinhos e Vinhedo também realizou uma palestra no final do mês passado. Desse encontro saiu à proposta de enviar uma carta ao Ministério Público Estadual solicitando melhorias nas medidas de segurança da Região Metropolitana de Campinas.

Outra medida que vai ajudar a polícia é a integração dos Centros de Operações da Polícia Militar (Copom) regionais por meio da automação da comunicação por tablets. “Com a nova tecnologia, a PM vai poder identificar, no mesmo dia, se o carro roubado em Louveira é o mesmo que passou pela região de Vinhedo, por exemplo, e perseguir os criminosos”, explicou o tenente coronel Nelson Vicente Coelho do 35° Batalhão da PM de Campinas.

A ação da ASCONHSP

A ASCONHSP (Associação dos Loteamentos Fechados, Condomínios Horizontais Atípicos e Urbanísticos do Estado de São Paulo) cobra das autoridades a repressão e orienta, por meio de especialistas, a prevenção contra a criminalidade nos condomínios, inclusive o andamento de uma nova medida de segurança que pode ser adotada pela Polícia Civil: o sigilo dos Boletins de Ocorrência registrados pelos condomínios fechados e seus moradores após assaltos. Diretores de condomínios podem ainda solicitar à ASCONHSP consultas na área de segurança.

O cumprimento das normas de segurança tanto por funcionários quanto por moradores dever ser rigorosamente obedecido. O cadastro de funcionários e condôminos, bem como a solicitação de antecedentes criminais, faz parte dos requisitos básicos para melhorar a segurança.

A tecnologia é uma forte aliada da segurança. O uso de câmeras, alarmes e sensores de luz ajuda a inibir assaltos e roubos. Entretanto, a atenção, não só dos seguranças, como dos moradores é fundamental. É importante estar alerta com atitudes e pessoas suspeitas. O grande diferencial de morar em um loteamento fechado é que a área fora dos muros da sua casa é desfrutada por toda sua família, e por isso deve também ser policiada.

Condomínios se mobilizam

Síndicos de 20 condomínios de Valinhos se reuniram o mês passado para discutir o problema da violência e encontrar medidas para inibir a ação dos bandidos. Uma delas, que deve ser implantada até maio, é a contratação de três vigias que irão circular 24 horas por dia num raio de 12 km pela cidade.

PARA SE PRECAVER
• Mude a rotina
• Nunca chegue no mesmo horário
• Mantenha as portas da casa e dos carros trancados
• Observe movimentos suspeitos ao entrar e sair
• Use câmeras, alarmes e sensores de luz
• Qualquer movimentação estranha ligue para a segurança

MAIS DICAS de segurança podem ser consultadas no site da Polícia Militar no Manual de Segurança do Cidadão

 

Comentários

Powered by Facebook Comments